10 dicas do que NÃO divulgar em redes sociais

O meio digital é um campo fértil para a divulgação de informação, seja de caráter pessoal ou profissional. Torna-se cada vez mais importante ser encontrado, ser bem falado e manter bons relacionamentos na internet. As redes sociais são ferramentas úteis na disseminação de idéias, pensamentos, dicas, expertise, dentre outros, porém é preciso cautela e uma conduta responsável quando da participação em redes sociais. Digitar informações de forma impulsiva e sem regras de privacidade pode colocar em risco seu emprego, seus relacionamentos e até mesmo a sua segurança pessoal e de sua família.  Para ajudar na reflexão sobre o que não deve ser divulgado, listamos 10 dos itens mais críticos, relacionados à inserção de dados em redes sociais:

  1. Bate papo informal sobre sua vida pessoal: As redes sociais existem exatamente para viabilizar relacionamento e interatividade. Por outro lado, é importante tomar cuidado com a conversinha à toa, o bate-papo informal sobre o que acontece em sua vida. A princípio pode parecer inofensivo, mas se tomar proporções maiores do que originalmente intencionadas,  pode ser mal-interpretado por pessoas que não estão participando diretamente da conversa ou até mesmo pode ser usado indevidamente contra você. Os desabafos ou explosões emocionais – muito comuns no meio virtual e se tornam eternas e até mesmo virais quando entornadas na web – devem ser evitados ou então, compartilhados de forma privada, em mensagens diretas. Também não divulgue assuntos que normalmente você não se sentiria confortável em compartilhar com sua família, amigos próximos ou colegas de trabalho.
  2. Festas/Passeios/Encontros: Compartilhar sua rotina social abertamente também não é uma boa idéia. Divulgar a festa em que vai estar ou o encontro com o (a) novo (a) namorado(a) pode lhe render a perda de amigos queridos – que não foram convidados para a festa – ou até mesmo a aparição repentina de um (a) “ex” no mesmo local, causando constrangimento e até mesmo situações violentas. Só divulgue abertamente festas e programas se tiver intenção de fazer um convite a todos os que lerem seu post ou comentário.
  3. Estabelecer links entre as redes sociais: É muito comum a participação em mais de uma rede social e muitas já têm recursos para fazer um broadcast dos posts/comentários, ou seja, você insere a informação em uma rede social e  automaticamente é publicado nas demais redes que você participa.  A prática em si não é ruim, porém, você deve tomar cuidado com sua postura, linguagem e o tipo de informação que está publicando. Por exemplo, uma mãe que acaba de retornar da licença maternidade pode se sentir compelida a compartilhar com os amigos no Facebook sobre o tempo precioso que passa com seu bebê e, de quebra, soltar um comentário a respeito da frustração em não poder passar mais tempo com  ele por causa do trabalho, da falta de compreensão do chefe quanto a horários, etc…este post vai para o Facebook e Twitter que, por sua vez, está linkado ao LinkedIn. Ooops.! Agora todos seus colegas de trabalho e até mesmo seu chefe tiveram acesso ao que ela está realmente pensando! Se você faz links entre redes sociais, procure evitar questões polêmicas ou pessoais demais.
  4. Informações sobre detalhes do seu trabalho: Evite falar do seu trabalho – com exceção da divulgação de conteúdo relevante sobre seu conhecimento,  visando a propagação de seu expertise. Não fale sobre a rotina no escritório, os planos de crescimento da empresa, uma conta nova conquistada, um novo produto, enfim, qualquer informação que possa ser confidencial e/ou usada pela concorrência. Também evite suas opiniões em relação a pessoas envolvidas com seu trabalho. Outro dia li no Twitter um post de um funcionário de uma agência de publicidade falando mal do cliente chato! Imagina se alguém que conhece este cliente faz parte da rede de seguidores deste infeliz?  Fofoca sobre o colega ou chefe? Nem pensar!
  5. Cuidado com as fotos: Escolha os amigos que terão acesso às suas fotos. Sabe aquelas fotos engraçadas, aparentemente inocentes de você embriagado(a) numa festa, fazendo sinais obcenos ou mostrando a tatuagem escondida? Evite publicá-las! Usando um exemplo corriqueiro, de fotos de festas: Imagina o que passa pela cabeça de uma mãe que encontra no Orkut uma foto da babá de seu bebê, em trajes mínimos, maquiagem borrada, com aquele copão de cerveja na mão?  Lembre-se que a internet não separa sua imagem profissional de sua vida pessoal! É tudo uma coisa só e cabe a você controlar as rédeas de sua identidade virtual! Nos EUA um rapaz foi demitido por causa de fotos publicadas no Facebook. Ele havia  se esquivado de um trabalho durante o fim-de-semana alegando estar doente e na segunda-feira foram publicadas fotos em que aparecia fantasiado e bêbado em uma festa. As fotos foram parar nas mãos do chefe! No Brasil, uma professora foi demitida após ser publicado no You Tube um vídeo em que aparece dançando, sem calcinha, no palco de um show de funk music. Quanto a fotos de filhos, também restrinja o acesso a pessoas conhecidas , pois podem ser indevidamente usadas em atos criminosos contra você e sua família.
  6. Seu endereço e telefone fixo residenciais: Parece óbvio, mas é sempre bom lembrar que “homens maus” também circulam pela internet. Imagina que em seu perfil conste seu endereço e telefone e um belo dia você publica que está feliz da vida porque está de malas prontas para a tão sonhada viagem à Disney! Você colocou sua casa em situação de risco! Ou então aquele comentário orgulhoso de que seu filho mais novo já está tão crescidinho que até atende o telefone quando você não está em casa?
  7. Dicas que possam levar à descoberta de suas senhas: Apelidos, a data de aniversário do filho, o local onde passou sua lua-de-mel, nome do cachorro, enfim, se suas senhas estiverem ligadas a aspectos de sua vida pessoal, simplesmente não divulgue estes aspectos de sua vida pessoal nas redes sociais!
  8. Detalhes sobre sua vida financeira: não fale sobre salário, promoções ou aumentos, seus bens ou suas dívidas. Além de expor indevidamente sua família, você poderá ter surpresas desagradáveis se um terceiro usar estas informações contra você.
  9. Não fique repetindo ladainha comercial: Se usar as redes sociais para divulgar seu negócio ou sua prática profissional e não quiser perder amizades, procure ser interessante! Publique conteúdo relevante sobre sua área de atuação e, de quebra, faça a promoção do seu negócio, não o contrário!
  10. Expressões vazias de quem não tem o que dizer! Lotar o Twitter ou Facebook com frases vazias como:  Bom Dia! Fui! Que dia lindo!Ufa, acabou o dia! É uma chatice e diz  muito sobre você! Mostra que você é desinteressante e que não há razão para ser seu amigo e acompanhar seus posts ou comentários! Prato cheio para seus amigos ou seguidores apertarem o botão “unfollow” ou “ocultar” todos seus comentários! Se não quiser perder audiência, seja interessante!

** Por SLIDEA Comunicação de idéias, inspirado no texto original de Charles Bryant.

Related Posts

5 campanhas “bem sacadas” de Marketing Digital para você se inspirar!

A foto ideal para seu perfil em Redes Sociais

Leave a Reply